Latam vai aumentar tarifas do programa Multiplus

As mudanças começaram. A Latam vai aumentar tarifas do programa Multiplus tornando mais caro para seus clientes utilizar os benefícios do programa.

Passado pouco mais de um mês do anúncios da Latam de que não renovaria seu acordo operacional com a Multiplus e afirmar que benefícios de resgate permanecerão intactos, a empresa deu uma má notícia para os participantes do programa de fidelidade: aumento de tarifas.

A partir de 20 de janeiro de 2019, o Latam Fidelidade irá adotar uma nova política para alterações e cancelamentos de passagens compradas com pontos Multiplus, e estes procedimentos só poderão ser realizados antes do voo.

Como você já pode imaginar, os clientes serão forçados a pagar mais caro por estes serviços.

As mudanças da Latam nas tarifas do programa Multiplus

No caso de antecipação ou adiamento de voo doméstico, o cliente irá desembolsar R$ 225 no próximo ano. Em relação ao reembolso de passagens, também para voos no Brasil, a taxa praticada passará para R$ 250. Em ambos os casos, os procedimentos só poderão ser solicitados antes do voo.

Ainda segundo comunicado da empresa, a política de alteração de passagens, até dia 31 deste mês, o valor cobrado será de R$ 75, e em 1º de novembro haverá nova alteração, na qual o valor passará para R$ 89, independentemente da data da compra do bilhete.

A taxa para o reembolso de passagens está atualmente em R$ 150.

No caso de viagens internacionais, as taxas por alterações de passagem passarão para US$ 75 entre países da América do Sul, US$ 200 entre América do Sul e EUA, e US$ 150 para as demais viagens internacionais.

A taxa de reembolso de passagens, para os três destinos citados, será de US$ 100, US$ 250 e US$ 200, respectivamente.

Mudanças nas regras para bagagens

Além destas alterações, a empresa também anunciou que serão mudadas também, as regras de bagagem para bilhetes emitidos com pontos do programa Multiplus em voos na América do Sul.

A partir de 20 de janeiro, passagens emitidas por este sistema, para voos da América do Sul, deixarão de contar com uma bagagem despachada de 23 kg sem custo.

A Latam declarou em nota que as transformações “são importantes para manter o Latam Fidelidade ainda mais eficiente e competitivo”. A pergunta é: Para quem?

A avaliação de especialistas

Para Ulysses Reis, professor da área de varejo e tecnologia da Fundação Getúlio Vargas, a fusão entre as empresas de aviação e programas de fidelidade traz vantagens para as empresas. O problema é que estas vantagens não estão sendo repassados ao consumidor.

“As empresas aéreas têm vantagem ao terem acesso aos bancos de dados dos programas de milhagem. Isso contribui para conhecer melhor os consumidores, fazer ações de marketing mais direcionadas e criar melhores produtos para seus clientes. Entretanto, só as empresas de aviação que parecem estar ganhando neste novo cenário. As tarifas continuam elevadas e cada vez surge uma cobrança nova” explicou Reis.

O professor afirma que os programas de fidelidade foram criados para gerar competitividade, mas eles podem acabar perdendo clientes com as novas políticas.

“A medida que o consumidor percebe que não está tendo vantagens por ser fazer parte do clube de fidelidade as aéreas, ele pode acabar desistindo de fazer parte do programa. Isso poderá significar uma grande perda para as aéreas.”

Para o professor, uma solução possível para melhorar a situação dos altos preços é aumentar a concorrência, permitindo a entrada de aéreas estrangeiras no país, e que o governo invista em rodovias e transporte fluvial.

Com um número maior de empresas disputando o mercado brasileiro, o consumidor terá mais escolhas e os preços das aéreas terão de abaixar.

O professor do Instituto Tecnológico de Aeronáutica, Alessandro Oliveira, indica que as companhias aéreas brasileiras estão seguindo as práticas internacionais. Ele afirma que a fusão entre companhia aérea e programa de milhagem gera uma receia muito importante para a aérea:

“A junção propicia um sistema de fidelização mais inteligente, pró-mercado e que gera um grande volume de receita auxiliar para a aérea. Isto é uma tendência mundial, o estreitamento da relação entre companhia e consumidor.”

Ao anunciar que não renovaria o contrato com a Multiplus, entretanto, a Latam divulgou nota na qual dizia que “os pontos dos clientes da Multiplus e benefícios de resgate permanecerão intactos, e os parceiros comerciais da Multiplus se beneficiarão de melhorias em aquisição de clientes, retenção e compartilhamento de carteira”.

Agora que você já sabe que a Latam vai aumentar tarifas do programa Multiplus, talvez seja hora de reanalisar a sua participação ou não deste programa. Mantenha-se atualizado sobre tudo o que acontece no universo dos programas de milhagem, assinando a nossa Newsletter.

Latam vai aumentar tarifas do programa Multiplus
5 (100%) 3 votos

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here